Post Esquecido Parte II: Mais fotos encontradas vagando sem rumo pelo computador.

Essas fotos aí embaixo foram tiradas em outubro do ano passado, quando eu comecei o Diário.
Minha intenção era colocá-las, o quanto antes, mas tanta coisa foi acontecendo, tantos esmaltes novos e mais interessantes foram sendo comprados, que elas ficaram pra trás.

Mas, vamos lá.


Os antigos Nudes:

- Castanha Colorama: é o esmalte mais velho que eu tenho. Já venceu. Em 1999! Huahahaha Não é uma cor muito bonita, pelo menos não faz meu estilo. Porém vai ficar pra sempre na caixinha, afinal não são todas as pessoas que têm um esmalte vencido há 12 anos!!
- Citrino Nude Risqué: da coleção Jóias Místicas. Usei uma vez e gostei bastante, porque essa cor tem uns microbrilhos dourados muito chiques.
- Sex Appeal Risqué: tá assim no finalzinho não porque eu tenha usado tanto, mas porque usei um monte pra fazer misturinhas (Update: já até acabou de tanta misturinha que eu fiz). É uma cor muito sem graça, mas que serve pra dar aquela aparência neutra à mão da pessoa. Essa não sou eu.
- Camurça Colorama: um chocolate derretido tem o tom bem parecido com o desse esmalte. O problema é que dificilmente estou no ânimo de usar uma cor tão sóbria. Mas é bonita. Bem cremosa, acabamento fantástico.
- Fendi Queimado Impala: da coleção Matte. Esse nude é bem cinza/roxo, se é que vocês me entendem. O grande atrativo mesmo é ele ser fosco. Essa coleção em geral sai da minha unha quase no mesmo dia que eu pinto.
- Chocolate Risqué: não me pergunte como eu perdi o rótulo! Sei que esse também, provavelmente, está vencido há alguns anos, mas, conforme li num blog desses por aí, essa validade dos esmaltes existe porque a Anvisa/Ministério da Saúde exige que o prazo máximo de validade dos cosméticos seja de 3 anos. E os farmacêuticos, por outro lado, dizem que o prazo de validade dos esmaltes é indeterminado. Depende do consumidor: se observar que o esmalte perdeu a cor ou está meio melado, estranho, sinal de que realmente estragou. Eu só jogo fora se tiver dando bicho!! Hahahaha
Mas, voltando, esse é o coadjuvante da combinação mais clichê do mundo dos esmaltes: Chocolate + Rebu.



Os antigos Cinzas:

- Arranha Céu Colorama: cinza chumbo escuro com microbrilhos azuis, que não aparecem em nada na esmaltação. Parece completamente cremoso. Coisas da Colorama.
- Misturinha Waking Up In Vegas: peguei a receita no blog Unha Bonita. Essa foi a única misturinha do Unha Bonita que eu fiz e deu certo de primeira. Gostei demais do resultado, tanto que usei umas quatro vezes, só que, seguindo o conselho sobre colocar parafusinhos no vidro para ajudar na chacoalhação, devo ter colocado um não-inoxidável. Agora a oxidação alterou a cor e a misturinha está mais marrom do que deveria. Acho que vou fazer de novo...
- Prata Ludurana: apesar do nome não é metálico, é cremoso. Comprei em Terezópolis, numa viagem divertidíssima que fiz com uns amigos lindos meus (Eva, Tammy, Daniel e Serginho, beijos!!!!!). Por sorte todas a meninas são loucas por esmalte como eu e nós compramos um monte de vidrinhos! Enquanto os garotos jogavam, viam futebol, faziam churrasco, a gente fazia as unhas!
- Prateado Avon: esse sim é um prata metálico padrão. Não é beeeem metálico, está mais para um cintilante. Mas a verdade é que eu nunca usei ele.
- Pier Impala: é um cintilante cremoso bem bonito. Ficou até hoje na fila, porque tem tanta coisa interessante que apareceu depois que eu ainda não usei.



Os antigos Pretos:

- Brilho da Noite Colorama: um chumbo bem fechado com bastante microbrilho. Uso quase obrigatório para shows de heavy metal!
- Rock Colorama: é um preto, preto mesmo, metálico. Como aquelas pinturas de carro, que confundem a gente, porque parece impossível haver preto metálico. O nome foi perfeito, porque é outro esmalte ideal para shows de heavy metal.
- Carbono Colorama: esse chumbo fechado é puxado para o teal. Apesar de que, depois de pintado, só em ocasiões especiais, com a iluminação e ângulo certos, dá pra notar. Tem lá aqueles microbrilhos da Colorama que ninguém entende onde entram depois que o esmalte seca.
- Black Colorama: esmalte mais clássico ever (pra mim). Até ele aparecer (e faz muuuuito tempo isso, tipo, eu devia ter uns 10 anos, ou seja, foi há pelo menos, 20 anos) só haviam esmaltes rosas, vermelhos e nudes. Me senti tão rebelde quando pintei as unhas de preto pela primeira vez! O ruim é que quando lasca me lembra feijão descascado, sabe? huahahaha Imagina quantos vidros eu já tive dessa cor para parecer revoltada e metaleira?

0 retoques:

Postar um comentário

Muito obrigada pelo comentário!
(Comentários ofensivos ou de mau gosto serão deletados)

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Cada um tem lá suas manias. Eu, como mulherzinha, tenho muitas, dentre elas livros, heavy metal, gatos, cachorros, birita e, é claro, esmaltes. Este blog é para os últimos, meus queridos vidrinhos... E que se multipliquem como Gremillins!!

By G.R. Roots - Seja educado e dê os créditos.. Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Atalho do Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
Mulherzinha carioca, cheia de manias, dentre elas livros, buzz, esmaltes e rock n' roll.

Mulherzinhas e Machões


Recent Comments