Review Turquoise - Nívea: Sim, eu uso esmalte vencido.

Hoje eu escolhi não só uma cor maravilhosa, como um dos meus esmaltes prediletos. E também quero fazer a provocação sobre um dos grandes tabus sobre esmaltes: a data de validade.

Mas, primeiro, olha o bichinho, que fofo!

(foto na luz natural)
Não consigo resistir aos teals escuros, principalmente se forem metálicos!!!

(foto com flash)
Agora vou contar a história do Turquoise da Nívea.

Há muitos anos, estava eu passeando pela Loja Americana do Barra Shopping, quando cheguei ao display da Nívea e lá estavam exibidas as maquiagens e alguns esmaltes. Naquela época eu jamais imaginava que fosse ficar viciada em esmaltes como sou hoje, até porque não havia nada muito além de esmaltes vermelhos, rosados e branquinhos.

Dentre os esmaltes à venda havia alguns vermelhos, outros rosas e outros branquinhos. E somente esse se destacava como uma cor vanguardista. Você veja, tirando esse, o mais diferente que havia no mercado era o Black da Colorama.

Lembro que o Turquoise devia custar o equivalente hoje a uns R$ 30,00. Eu sei que pode até parecer bobeira, mas antigamente, um vidro de esmaltes custava alguns centavos, apesar de eu nunca ter visto antes um vidro tão grande como esse (tem 12 ml).
Eu fiquei muito na dúvida sobre comprar ou não, apesar dele ter capturado minha atenção completamente. No final, me sentindo como uma rebelde, comprei o tal esmalte, que valia o equivalente a 12% do meu salário.

Isso foi no ano 2000. Ou seja, esse vidro tem, pelo menos 12 anos.

É claro que ele já venceu! Huahahahahaha

Data de validade no fundo
Sim, ele venceu. E isso aconteceu em 2002. Concluindo que ele venceu há, pelo menos, 10 anos!!
Antes de alguém começar a arrancar os cabelos, desesperada com a minha "irresponsabilidade", vamos esclarecer algumas coisas: 
Esmalte VENCIDO é DIFERENTE de esmalte ESTRAGADO.

Andei pesquisando e descobri algumas coisas interessantes sobre o vencimento de esmaltes. 
Primeiro que a data de vencimento nos nossos esmaltes (pelo menos os nacionais) é de 4 anos após a fabricação. Essa data é assim determinada não pelos componentes da fórmula, mas porque é a data máxima que um produto considerado farmacêutico pode ter.
A segunda coisa que descobri foram depoimentos de farmacêuticos dizendo que o esmalte dificilmente estraga, e que, a não ser que ele esteja com uma consistência esquisita, cheiro ruim ou cor estranha, ele ainda está bom pra ser usado. (eu não pesquisei na internet, na verdade entrevistei 2 amigos meus que são farmacêuticos)

Outra coisa que descobri (isso sim na internet) é que você jamais vai encontrar alguém afirmando que as pessoas podem usar esmalte vencido. Eu não estou dizendo que todos podem, só estou dizendo que eu uso. Fica a critério de cada uma usar ou não. Particularmente me preocupo se ele está ESTRAGADO, o que pode acontecer inclusive com esmaltes dentro da validade.

Nesse site aqui tem as fotos de uma unha completamente detonada de uma garota que usou um esmalte ESTRAGADO que também estava VENCIDO.

(foto na luz natural)
Como vocês podem ver pela foto,  se eu não dissesse que o esmalte estava vencido ninguém saberia: ele está super fluido, consistência perfeita; apresenta o mesmo aroma de qualquer outro esmalte e conservou sua cor original.

Em 12 anos ele não estragou, portanto não precisou ser despejado da caixinha. E ainda por cima secou super rápido, com um brilho super bonito.

Tenho muito carinho por essa cor, porque foi o primeiro esmalte diferente e importado que comprei. Ele tem o tom, a cor e o acabamento que são modernos e vanguardistas até hoje, 12 anos depois de comprado. Acho que, mesmo estragado, teria muita pena de jogar fora.

(foto com flash)
Pra quebrar paradigmas, vamos ao review do Turquoise:
Cor: teal escuro metálico. Ele é um pouco mais entristecido e esverdeado do que as fotos mostram, mas precisava de uma luz mais amarelada pra captar direitinho o tom.
Acabamento: apesar de ser um senhor de idade, secou muito rápido, cobriu com duas camadas e deixou um brilho muito bom no final. Claro que dava pra meter um top coat, mas ele não fez feio diante de um monte de esmaltes adolescentes que estão nas minhas caixinhas.
Leia mais...

Review Peach Melba - Beauty UK

Quando fui escolher a próxima cor, queria uma coisa bem mimosinha. O Peach Melba da Beauty UK foi a escolha perfeita!

(foto na luz natural)

(foto com flash)
Cor: é um pêssego nude bem rosadinho. Na luz natural ele tende mais para o pêssego, com toques discretos de laranja, sob o flash ele fica bem rosinha. Varia bem conforme a luz.

Acabamento: cremoso sem efeitos. Cobre satisfatoriamente com 2 camadas. Satisfatoriamente quer dizer: em unhas maiores (como as do pé, onde eu também coloquei essa cor fofinha) aparecem as marcas de pinceladas. Mas eu não quis passar uma terceira camada. Pura preguiça mesmo. Mas não dá bolinha, seca super rápido e brilha bem. Top coat ainda daria mais um tchã. Mas eu não passei. Por quê? Preguiça.
  
(foto na luz natural)

(foto com flash)
Me lembrou muito o Toque de Penélope da coleção Penélope Charmosa 2011. Ainda não fiz uma comparação, mas vale à pena, não vale?

(foto na luz natural)
Leia mais...

Review Ploc Coleção Impala Fun

Eu tava me coçando pra tirar aquela nail art brega de ontem, então já parti para o seguinte polish.
Escolhi uma daquelas cores das quais eu tenho um mooooonte de esmaltes bem parecidos: lilás acinzentado.
Amo.

E o Ploc da coleção Impala Fun é exatamente o que eu precisava.

(foto na luz natural)
Essa é mais uma cora daquelas que ficaram mofando sem eu dar o devido valor. Mas digo que estou muito feliz por ter escolhido essa cor. Fofinha e invernal, combina com a chuva que está caindo no Rio depois daquele calorão do início da semana.

(foto com flash)
Cor: lilás escuro acinzentado, parecido com o Audrey também da Impala e um pouco com o Desfecho da Colorama. Vejo um toquezinho de marrom. Cremoso, sem nenhum efeitinho pra dar uma destaque. 

(foto na luz natural)
Acabamento: finalmente consigo usar um Impala que não é ralo como água de batata. Acho que foi tanta reclamação na cabeça dos químicos da Impala que eles resolveram deixar de ser malandros-brasileiros, fazendo uma fórmula rala que a gente precisava de 4 camadas pra fechar a cor (fazendo as pobres meninas gastar mais esmalte, tendo de comprar mais vezes, dando mais dinheirinho pra Impala) e resolveram investir na qualidade. Acreditam que só precisei de 2 camadas?!?!?!?! Estou boba! Cobertura muito boa e o brilho na secagem foi divino! Ah, e pasmem: ultra durabilidade. Estou bastante satisfeita! :)

(foto com flash)
Sobre durabilidade, preciso acrescentar quais são meus parâmetros. Hehehehe
Sabe que comigo o esmalte sai com qualquer susto. Pois bem. Um esmalte com boa durabilidade na minha unha é aquele que eu pintei sexta-feira e que sábado ainda não soltou nenhuma lasquinha.
Também pode ser aquele que eu quero tirar pra colocar outra cor, mas dá pena porque ainda está perfeito.
Ploc se encaixa nessas duas categorias e eu já estou com pena de ter de trocar a cor hoje... Mas é mais forte do que eu!
Leia mais...

Nail Art Vermelha: Blossom Hearts

Olha, fui eu quem inventou aquele nome besta ali em cima. Hehehehe
O pior de tudo é que é até um nome bacaninha pra uma nail art péssima, ultra preguiçosa, de um desenho bem breguinha e da qual eu me arrependi na hora que que terminei a primeira carimbada.

Lado esquerdo: sem flash; Lado direito: com flash.
Usei o esmalte para carimbo C-04 da Hits, que é um vermelho chinês cremoso por cima da manicure que já estava na minha unha, o White da Beauty UK.
Estava muito na dúvida em usar um esmalte para carimbo ou um da coleção holográfica da Sancion Angel, que também são perfeitos para carimbar, mas, fiz essa infeliz escolha.

Primeiro eu alinhei as cores para carimbo na minha frente antes de decidir qual escolheria. Sabia que não seria nem preto nem branco (que são as cores mais fáceis de escolher). Queria que fosse uma que eu ainda não tivesse usado, pra fazer a resenha e tals. Acho que aquela unha tão branquinha me deixou ansiosa e eu não fiz uma boa escolha.

Outro erro foi o desenho. Escolhi a plaquinha Konad M83. E, dentre tantos padrões bacanas, achei, não sei porque, que essas florzinhas-coração seriam legais.

Placa Konad M83
Não gostei da combinação branco-e-vermelho, não gostei do desenho escolhido e não gostei do resultado final.

Lado esquerdo: sem flash; Lado direito: com flash.
Imagina uma criatura lo-ou-ca para tirar essa porcaria e partir para o próximo esmalte? Eu!!
Leia mais...

Review White - Beauty UK

Resgatando a coleção Urban Girl da Beauty UK que está lá na caixa dos To Be Used, não consegui superar a necessidade de seguir a ordem! Huahahahahahaha

Então, conforme a fila da caixinha, escolhi (se é que eu posso dizer isso!) o White.

(foto na luz natural)
Qual a surpresa em relação ao White? Nenhuma.
Ele nada mais é do que um branco cremoso sem nenhum efeito, nenhum shrimmer maroto pra surpreender, nenhum toque off white. Ele é um branco "liquid paper", ou liqui peipi, como se diz por aqui. Hehehehe

(foto com flash)
Cor: branco "liquid paper". Não tem nenhum efeito. Esse tom é sempre cotado pra fazer parte de misturinhas ou bases para nail artes. Sinceramente, acho que nunca vi ninguém usando assim ele puro, nem vi nenhuma resenha de nada tão branco na rede. Mas também, nem procurei. KKKKKKKK

(foto na luz natural)
Acabamento: em comparação com outros brancos "liquid paper" que já usei ele tem algumas boas vantagens: não marca as pinceladas e é muito fácil de limpar. Pode parecer estranho, já que notoriamente, só os esmaltes escuros te dão pesadelos na hora de limpar, mas esse brancos também dão bem chatinhos. Cobriu com 2 camadas em algumas unhas, mas em outras a cobertura ficou desigual, por isso dei 3 camadas. Secou super rápido e brilha bem depois de seco. Assim, tenho outros esmaltes que brilham mais, mas não achei que o top coat fosse fazer uma diferença grande o suficiente pra justificar mais uma camada, que só ia facilitar marcar a unha no lençol quando eu fosse dormir! Hehehehe

(foto com flash)
Apesar da falta de elemento surpresa, sabe que eu gostei do White? Ficou uma mão limpinha e graciosa, sem deixar de ser ousada.
Recomendo.
Leia mais...

Review Fly - Coleção Nicki Minaj da OPI

Pra começo de conversa, sem suspense, essa é a minha cor predileta eváaahhh!!!

Eu sou esquisita mesmo, esse tom de teal médio é aquela cor que sempre me dá vontade de usar, não importa quando. Essa cor sempre me deixa feliz.
Amei de paixão o Fly da OPI pra coleção da Nicki Minaj.

(foto na luz natural)
Amo esse contraste com minha pele. Nem tenho o que falar, porque sou completamente parcial em relação à esse tom de teal!

Sobre a Nicki Minaj, tenho de confessar que acho que não conheço nada dela, mas tenho uma impressão horrorosa dessa mulher. Ela parece tão vulgar e esquisita! Não sei qualé a onda desse pessoal norte-americano de música pop de parecer vagabundas fúteis! Nossa, que falta de classe... Aff...

(crédito da imagem para That Grape Juice)
Agora, voltemos ao polish, que a gente faz muito melhor.

(foto com flash)
O teal sempre fica quase turquesa quando é exposto à luz forte. Isso me deixa muito feliz, porque amo a pegada entristecida da cor quando está na luz natural e a alegria quando está sob o sol ou num flash bem forte.

Quando comprei o Fly da OPI sabia que era teal, mas não esperava que fosse gostar tanto dele. Achei que ele seria um turquesa mais aberto, assim no estilo da foto com flash. No vidro ele me cativou. Na unha me conquistou completamente... <3 <3 <3

(foto na luz natural)
(foto com flash)
Cor: é a minha predileta, então, é muito emocional falar dela. Hehehehehe. É um teal médio cremoso sem firulas. Digo médio porque tenho esmaltes teal bem mais escuros e bem mais claros, então, sei lá, se fizesse uma comparação entre o grau dessa cor e um vermelho, seria equivalente à um vermelho chinês. Teal é uma equilibrada mistura entre o verde e o azul, com um toque escuro fumê pra entristecer no final. O Fly da OPI é mais puxado para o verde, e como eu amo verde e amo azul... Gente, pareço doida, mas amo muito essa cor.

Acabamento: afff... até chato falar dos OPI, porque você só se decepciona em ocasiões muito raras. O Fly é mais um esmalte que fica perfeito com 2 camadas, seca super rápido, muito mole de limpar e brilha demais depois de seco. Claro que não passei top coat. Nem lembro de jamais ter usado top coat com um OPI.

Comparação entre o Mabi Hits e o Fly.
Do lado esquerdo foto na luz natural e no direito com flash.
Até muito pouco tempo o Mabi da Hits era o meu esmalte predileto. Esse foi daqueles que eu comprei 2 vezes. O pior é que eu usei completamente o primeiro vidro! Hehehehe
Ele fez sucesso entre minhas amigas, porque depois comprei mais 2 vezes pra 2 delas.

Colocando um o Mabi e o Fly lado a lado eles parecem irmãos gêmeos! Não testei nas unhas. Pretendia fazer isso, mas não deu tempo... Mas sei que o Hits perde para o OPI no brilho final. Lembro que ele é bem fosco e sempre precisa de top coat pra ficar legal.
Leia mais...

Review Red Berries Smoothie - Sephora

Outra cor que me enganou.
Da primeira vez que usei não tinha gostado muito. Não sei, mas tal como os livros, os esmaltes precisam estar no clima certo para serem usados.
Dessa vez simplesmente amei a cor!

Olha que fofura!

(foto na luz natural)
O nome já é uma graça: Red Berries Smoothie. Imagina um smoothie cremoso de red berries dessa cor... Ai que vontade de beber! 

(foto com flash)
Adoro quando o esmalte muda completamente de cor de acordo com a luz incidente! O Red Berries Smoothie é assim. Apesar de cremoso, é um indeciso, que não sabe se é um rosa delicado ou um magenta corajoso.

(foto na luz natural)

(foto com flash)
Sobre o esmalte:
Cor: rosa cremoso. Dependendo da incidência de luz, ele pode variar entre um rosa pink mais entristecido e um magenta bem flúor. Como disse ali em cima, o Red Berries Smoothie não me agradou a primeira vez que passei. Mas amei completamente a cremosidade e a pigmentação perfeita do Sephora dessa vez.
Acabamento: cremoso sem efeitos. Mas a pigmentação é super forte. Tranquilamente dava pra deixar uma só camada, mas sempre acho que fica fino demais e que o esmalte sai ainda mais fácil das minhas unhas. Dei duas camadas e o brilho final foi repetáculo. Nem passei perto do top coat. Os Sephoras secam muito rápido e o Red Berries Smoothie não foi exceção. Na verdade, secou rápido até demais, porque eu fiz as unhas com o ar-condicionado ligado. Duraria mais tempo na unha se eu não tivesse feito uma wild faxina com direito à pia cheinha de louça pra lavar. Blogueira dona de casa sofre...
Leia mais...

Review Blue Multi - Forever 21

Esse esmalte foi um presente da minha amiga linda Andreza e está há um tempão na fila pra ser ixprimentado.
Como ela me conhece, sabia que um esmalte dualchrome iria fazer minha cabeça! Hehehehe
Vamos a ele:

(foto da luz natural)
Tenho essa coisa por esmaltes importados... Não sei explicar, é mais forte do que eu!
O Blue Multi é uma coisa linda no vidro e uma coisa linda na unha, mas...

(foto com flash)
Vamos aos fatos sobre o esmalte:
Cor: base jelly teal claro com shrimmers dourados e pink que dão o grande efeito de dualchrome ao esmalte. É um dos mais dualchorme que eu tenho, sem dúvida. Seu efeito é inquestionável. Na unha não dá pra explicar, mas ele fica bem discreto, puxando bastante para o rosa-pele, que mistura os dois tons dos shrimmers. Com a mistureba toda ele termina ficando um pouco acinzentado/prateado. Ou seja, realmente um esmalte que se destaca.

(foto da luz natural)
Os esmaltes dualchorme têm o péssimo hábito de serem tímidos em frente à câmera fotográfica! Hehehehe
Como eu uso a câmera do telefone e não tenho um mini-estúdio bacaninha, vocês vão ter de acreditar em mim, porque como fotografa eu sou uma excelente comedora de queijo gorgonzola.

(foto com flash)
Acabamento: Aí é que são elas... Apesar daquele vidro lindo e fofo, os Forever 21 tem um dos piores pincéis que já usei. Não sei como, mas ele não consegue "pegar" tinta o suficiente nem é bom para espalhar ela pela unha. O Blue Multi é um bom esmalte, com uma cobertura que fica boa com 2 camadas, mas o pincel faz isso tudo ser muito mais sofrido. Pra cada camada a gente tem de molhar o pincelzinho umas 3 vezes e com o pincelzinho anoréxico, quase sem pelos, fica difícil conseguir espalhar uniformemente antes dele começar a secar. O que faz com que a cobertura não fique tão boa. E... Ele dá bolinhas. Estou notando que os Dualchrome / Polichorme / Multichrome em geral têm essa tendência. Esse, em particular, não seca assim tão rápido, só o suficiente pra atrapalhar a esmaltação com o pincelzinho murrinha. E o brilho final também é mixuruca. Por tudo isso recomendo fortemente o uso de um bom top coat ao final.
Leia mais...

Review Got The Blues For Red - OPI: Essa cor me enganou.

Coloquei esse esmalte por pura falta de criatividade.
Tá vendo a boa vontade que tive com ele, né? Me explico: quando vi o vidrinho na Meu Vício achei que fosse a versão OPI para aquele vermelho absolutamente repetaculê que é o Revlon Red. Mas quando chegou o vidro eu já dei aquela murchada: ele é muito mais escuro e puxado para o vinho. É bonito, mas não era isso que eu queria...

(foto na luz natural)
Eu sei que tá parecendo que ele é um vermelho aberto, mas não é. É bem puxado para o marrom. Olha a foto de baixo que está bem mais parecida com a cor real do esmalte.

(foto com flash)
A cor é bem bonita, mas quando acho que o esmalte é de uma cor e ele termina sendo de outra eu emburro e crio pinimba com ele. Nem adianta ser OPI. Hehehehe

(foto na luz natural)
Sobre o Got The Blues For Red:
Cor: vermelho profundo com um grande toque de marrom. Cobertura cremosa sem nenhum efeito.
Acabamento: ficava bom com uma camada só, mas eu passei as duas de praxe. Cobertura perfeita com secagem imediata, resultado final com um brilho vitrificado que poucos esmaltes conseguem (mas os cremosos da OPI são especialistas nisso). Sem top coat. Nenhuma necessidade. Limpar não foi essa maravilha toda, mas acho que teria sido ainda pior se eu já não tivesse me livrado do alicate. Meninas, é muuuuuuuuito mais fácil limpar os restinhos de esmalte quando você não tira a cutícula.

(foto com flash)
Sobre a qualidade do esmalte não tenho nada a falar. É perfeito!
A cor nas unhas é a cor do vidro, não te engana, mas a foto no site da venda foi o que me enganou e eu detesto me enganar. Só por isso estou de nariz torcido.
Mas tenho de confessar que o esmalte é lindo...
Leia mais...

Review Atena - Hits: Holográfico da coleção Hits no Olimpo

Dessa vez, quando fui à caixinha dos To Be Used buscar um esmalte que não me deixasse na mão, não arrisquei: fui direto num holográfico Hits porque sabia que era satisfação garantida.

Pesquei o lindo Atena da coleção Hits no Olimpo!

(foto na luz natural)
Precisava de um esmaltinho que cobrisse bem, secasse rápido, tivesse um acabamento supimpa e que tivesse um efeito bacana, já que estava na última meia hora antes de terminar de me arrumar para minha noite alternativa dançante cazamygas gueis.

(foto com flash)
Atena foi sucesso absoluto, porque tem todas as qualidades que eu precisava: cobre perfeitamente com duas camadas, seca em segundos, é super vitrificado na secagem, tem uma cor super escandalosa e o efeito holográfico é de pirar o cabeção!

(foto na luz natural)
Review:
Cor: base jelly pink com partículas holográficas bem definidas. O cone abre em todas as gamas de cores como um bom holográfico deve fazer.
Acabamento: duas camadas e foi. Seca ultra power rápido e não necessita nem chegar perto do top coat. Muito pelo contrário: sempre que você estiver usando um holográfico (a não ser que você tenha os top coats especiais para eles) não passe top coat, pois eles costumam apagar o efeito.

(foto com flash)
Bom, pelas minhas contas, agora só falta eu usar o Artemis, o Apolo, o Demeter e o Héstia para completar uma volta por toda a coleção Hits no Olimpo.
Não vai ser sacrifício nenhum... Hehehehehe

Retomando o ranking da coleção Hits no Olimpo, que ficou paradinho por um bom tempo:
1º: Hefesto;
2º: Poseidon;
3º: Zeus;
4º: Hermes;
5º: Atena
6º: Hera
7º: Dionísio;
8º: Ares; e
9º: Afrodite.
Leia mais...

Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial

Cada um tem lá suas manias. Eu, como mulherzinha, tenho muitas, dentre elas livros, heavy metal, gatos, cachorros, birita e, é claro, esmaltes. Este blog é para os últimos, meus queridos vidrinhos... E que se multipliquem como Gremillins!!

By G.R. Roots - Seja educado e dê os créditos.. Tecnologia do Blogger.

Atalho do Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
Mulherzinha carioca, cheia de manias, dentre elas livros, buzz, esmaltes e rock n' roll.

Mulherzinhas e Machões


Recent Comments